quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Se o "SE" existisse...

Se o “se” existisse tudo seria diferente, haveria mais fatos do que possibilidades. Quantas vezes já dissemos: “se eu fosse...”, “se eu fizesse...”, “se eu soubesse... São tantos “ses” que acabamos por perder o que há de mais importante, o que é real.
Esta pequena conjunção condicional faz uma grande diferença na vida de certas pessoas, pois saindo da gramática acaba por se tornar o refúgio dos que param no meio do caminho, uma desculpa aceitável.
Atrás destas duas letras podemos esconder uma vida inteira de tentativas frustradas, decisões mal fundamentadas, escolhas inautênticas. O “se” é o passado que se apresenta como cobrança daquilo que poderíamos feito melhor. Diversas experiências perpassam nossa existência e delas devemos retirar o que há de mais produtivo e edificante, para a nostalgia do “se” nos faça lembrar do quando fomos felizes ao fazer a escolha certa.
Geralmente não sabemos se nossas escolhas são as mais acertadas, mas só o fato de fazer as próprias escolhas é um bom início.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

A fórmula do Amor


"Eu tenho o gesto exato
Sei como devo andar
Aprendi nos filmes
Prá um dia usar
Um certo ar cruel
De quem sabe o que quer
Tenho tudo planejado
Prá te impressionar

Luz de fim de tarde
Meu rosto encontra a luz
Não posso compreender
Não faz nenhum efeito
A minha aparição
Será que errei na mão
As coisas são mais fáceis na televisão

Mantenho o passo alguém me vê
Nada acontece não sei porque
Se eu não perdi nenhum detalhe
Onde foi que eu errei

Ainda encontro a fórmula do amor
Eu tenho a pose exata
Prá me fotografar
Aprendi num vídeo
Prá um dia usar

Um certo ar cruel
De sabe o que quer
Tenho tudo ensaiado
Prá te conquistar
Eu tenho um bom papo
E sei até dançar
Não posso compreender
Não faz nenhum efeito

A minha aparição
Será que errei na mão
As coisas são mais fáceis na televisão
Eu jogo um charme alguém me vê
Nada acontece não sei porque
Se eu não perdi nenhum detalhe
Onde foi que eu errei"

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Conversando com Deus!


Oi,
Mesmo sabendo que VOCÊ (me permita a intimidade, por favor) já sabe de tudo que eu vou falar, eu tenho a necessidade de lhe falar. Talvez como um desabafo, uma conversa ou uma tentativa de matar a saudade.
As coisas têm acontecido “naturalmente”, sigo trabalhando, estudando, vivendo e existindo, mas longe de VOCÊ as coisas não têm a mesma cor, a emoção é superficial e a realização é passageira.
TE sinto tão próximo a mim e ao mesmo tempo me vejo distante.
Me sinto tão agraciado e ao mesmo tempo tão ingrato!
E na verdade é aí que reside o motivo da minha inquietude, tenho saudade, muita saudade dos tempos de grande intimidade, no qual a tua voz era tão clara como a de qualquer pessoa que estivesse ao meu lado. É complicado perceber onde preciso mudar e não conseguir me mover em direção à mudança.
Não O vejo como um DEUS distante, ao contrário, ÉS muito presente! Em cada amanhecer ou até mesmo enquanto eu durmo, nas mínimas coisas estás e eu muitas vezes passo batido, tão ocupado com minhas pequenas grandes tarefas e ocupações. Não vou negar que o tempo tem sido de grande crescimento pessoal, mas quanto mais me conheço, mais reconheço minha pequenez e a necessidade que tenho de TI, por isso eu quero te dizer (embora já saiba) que não quero estar longe de TI e que quando me afasto ou desvio não é por mal, é porque sou muito cabeça-dura mesmo! VOCÊ já sabe disso também, né?
Diante da minha atual situação eu só tenho um pedido: faça-me tal qual uma criança, que te ama e se expressa de coração sincero e que não tem medo de depender de TI.
Obrigado por TUDO!

_________________________________________________________________________________________________________________________________
 Recebi uma indicação de "Blog digno de ser lido" !
Obrigada pela indicaçãoBernadete?! Adorei!
http://fragmentosnostalgicos.blogspot.com/

  • Deve-se:

1- Exibir a imagem do selo
2- Exibir o link do blog do qual você recebeu a indicação
3- Indicar 05 blogs e avisá-los da indicação

  • Eu indico os seguintes blogs:
1-  http://essenciadoromantismo.blogspot.com/      Edinéia C.
2-  http://fredguimaraes.blogspot.com/      Frederico Guimarães
3-  http://pamvasconcelos.blogspot.com/      Pâmella Vasconcelos
4-  http://pallomavasconcelos.blogspot.com/   Palloma Vasconcelos
5-  http://elefantenasala.blogspot.com/            Fabiana

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Carta pra quem mora longe!

Olá,
como estão as coisas por aí?
Espero que esta carta te encontre bem.
Pra ser sincero, estou escrevendo pela impossibilidade de não poder estar proximo de ti (ahh como eu gostaria de ser esta carta neste momento, mais proxima de ti do que meu corpo e meu abraço).
Quem inventou a distância sabia muito bem o que estava fazendo, só nao sabia que eu estava aqui e tu aí.
Talvez não soubesse também que a distância tem algumas coisas inerentes como a saudade, a significação, a valorização do outro e outras coisas.
Vejo a saudade como uma forma, às vezes meio dolorida, de permanecermos no coração e pensamentos do outro.
A partir do momento que estamos longe, as minimas coisas daquela pessoa passam a ter um significado especial para nós e passamos a valorizá-los mais.
De tudo que a distãncia pode proporcionar, acredito que nada seja mais forte que o desejo.
Desejo de rever, de abraçar, de contar sobre a vida, de sorrir ao encontrar, o desejo de fazer cada momento especial.
Vou encerrando por aqui, pois quanto mais escrevo, maior fica o meu desejo.
Qual deles? Isso você vai saber quando nos encontrarmos!
Um grande beijo!

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Até Quando?

"Até quando você vai levando porrada?
Até quando vai ficar sem fazer nada?
Até quando vai ser saco de pancada?"

Essa música martelava minha cabeça enquanto eu assistia a um filme que fazia uma linda crítica à situação que vivemos atualmente. Toda essa politicagem, manipulação de informações e outros assuntos que passam despercebidos por nossos olhos mas que partem do mesmo princípio.
Até onde nos deixaremos levar sem questionar, sem refletir, simplesmente aceitando o que nos é informado?
Onde está aquela força, que nos é inerente, capaz de mudar o mundo?
Será que foi anulada pelas coisas que nos são dadas para nos entorpecer?
E a partir daí começamos a viver na busca pela uniformidade, nos tornamos servos dos modelos e dos esteriótipos!
Modelo de amor, de amigo, de filho, de pai, de adolescente, de jovem, de estudante... afinal, é muito mais fácil quando as coisas já vem prontas!
Ídolos forjados, falsos, inteligência banal, sexo, drogas, rock'n roll... É exatamente isso que nos preenche?
A idéia do "Politicamente correto" não é tão elástica ao ponto de caber a omissão!
Na minha concepção, ser politicamente correto é buscar seus direitos e cumprir seus deveres, respeitando o limite uns dos outros... é buscar o seu espaço ser pisar a dignidade do seu igual, é ser o melhor que pudermos ser!
"Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente
A gente muda o mundo na mudança da mente
E quando a mente muda a gente anda pra frente
E quando a gente manda ninguém manda na gente...

Na mudança do presente a gente molda o futuro!"

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Tocando em Frente


"Cada um de nós compõe a sua história, cada ser  em si carrega o dom de ser capaz, de ser feliz..."

Hoje eu compreendo!
Tudo faz sentido, como a coisa mais simples da face da terra!
Esse sentimento insano de incompletude é o próprio movimento da vida instigando-nos à evolução. E o mais importante neste movimento é perceber que somos capazes de atingir nossos objetivos (quando pautados no limite da realidade). Podemos dizer que os desafios são proporcionais ao valor daquilo que almejamos e independente de sua dificuldade nos servem como degraus.
Forte não é aquele que nunca caiu, mas aquele que sempre se levanta!
É necessário estar de pé, encarar o desafio e vislumbrar a conquista!
Ceder ao pensamento de que "não sou capaz" não é uma opção para quem quer ser feliz.
O que está reservado a você niguém tomará, mas se não se esforçar talvez nem você o alcance também!
Outra coisa importante nesse movimento é perceber que nunca estás sozinho (a), outros estão na mesma luta que você, outros ainda se colocam ao seu lado para te ajudar a suportar.
Só uma pessoa pode mudar a sua história: VOCÊ!

Dedico esse post a todos aqueles que estiveram e estão ao meu lado nos ultimos tempos (bons e maus), mas quero dedicar a uma pessoa em especial, a qual tem uma grande capacidade, que eu acredito demais e reafirmo: estou aqui caso você precise!

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Meu vício


"Não vou mais falar de amor
De dor, de coração, de ilusão
Não vou mais falar de sol
Do mar, da rua, da lua ou da solidão...

...Meu vício agora
É o passar do tempo
Meu vício agora
Movimento, é o vento, é voar...é voar...

...E mesmo assim fica interessante
Não ser o avesso do que eu era antes

De agora em diante ficarei assim..."




Partindo da vontade, pensamento e palavra para a ação!
De que vale almejar se não colocarmos o plano em prática?

Côsncio de minhas limitações partirei em direção às minhas metas, com o coração e emoção dos seus devidos lugares!

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Ventos Elísios


"É raso quando falo do profundo
É claro o despreparo se eu adentro pelo escuro
Eu trago em minha empáfia uns antolhos de cavalo
Que só me deixam ver o plano físico primário

Nada além do corpo, nada além da roupa
É um desconforto, é um mal-estar
Mesmo quando falo em evoluir
Muito menos penso em compartilhar...

...O raio laser do amor, às vezes, toca a alma
E é tanta lucidez, que até salvar os bons já não lhe basta 
Mergulha num abismo que alguns chamam de inferno
E contamina de esperança o coração do medo
Como assim, lidar com o abstrato?

É um desespero, é um desamparo
Como depender do que não existe
Quando o impalpável vem nos socorrer?
Eis o meu passado e meu futuro"

(Música - Ventos Elísios de Jorge Vercilo)

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

O que é o amor?

"Se perguntar o que é o amor pra mim
Não sei responder
Não sei explicar
Mas sei que o amor nasceu dentro de mim
Me fez renascer
Me fez despertar
Me disseram uma vez
Que o danado do amor
Pode ser fatal
Dor sem ter remédio pra curar
Me disseram também
Que o amor faz bem
E que vence o mal
E até hoje ninguém conseguiu definir
O que é o amor


Quando a gente ama, brilha mais que o sol
É muita luz
É emoção
O amor
Quando a gente ama, é um clarão do luar
Que vem abençoar
O nosso amor"

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Vale a pena postar denovo!

Hoje em dia, ouvir um “Eu te amo” sincero vale mais que ganhar a mega-sena ou qualquer outro prêmio material que poderia mudar a vida de alguém de uma hora pra outra. Digo isso, vislumbrando o amor verdadeiro (que tudo crê, tudo espera, não se alegra com a maldade e záz!). Um amor que não se compra nos shoppings, que não se enquadra num perfil qualquer de sites da internet.

Talvez eu nem seja a pessoa mais indicada pra falar sobre esse tal amor, que te faz perder a noção da realidade, te faz perder o chão, que te acelera o coração, faz suar frio, perder as palavras, que te mostra coisas que as outras pessoas não veem. Sim é esse mesmo que você está pensando... Aquele sobre o qual Camões ao escrever disse que: “é fogo que arde sem se ver, é ferida que dói e não se sente, é dor que desatina sem doer, é cuidar que se ganhe em se perder...”, e talvez esteja até lembrando-se das boas sensações que este amor já lhe proporcionou.
Em tempos de total deturpação, não se sabe o que esconde um “Eu te amo”, um mero interesse, uma carência, uma paixão ou o próprio amor! O interesse e a carência têm o mesmo fim, como uma planta de raiz frágil: ressecará ao sol intenso. A paixão nem sempre leva ao amor, pois tem prazo de validade e visa à satisfação das próprias necessidades e vontades. Já o amor propriamente dito, se fortalece, pois visa o bem do amado. A felicidade do amante é o bem e a felicidade do amado, algo que atualmente para muitos é utopia ou até mesmo loucura!
Talvez este amor esteja ameaçado de extinção e juntamente com ele os seus amantes, todos aqueles que se deixam inebriar por este sentimento essencial. E ante a todo progresso por nós alcançado e cada vez mais almejado, seja retrógrado expressar o amor. Mas antes que ele se vá definitivamente ou que consigam extingui-lo, quero dizer:

"Oh indescritível amor!
Tua simplicidade confunde até mesmo aqueles que se julgam mais astutos.
Que ao tentar decifrar teus caminhos, acabam se perdendo.
Pois não tens caminho único e talvez nem tenhas caminhos.
Vens de todos os cantos, em todos os tempos, quando menos esperamos
Vens com o canto, com o vento, com os aromas e com as rosas
Com a carícia, com a conversa, com a escuta atenta, com o olhar e com o suspiro
Com o sorriso, com o cantarolar dos apaixonados e te perpetuas nos sonhos dos amantes.
Por isso, faço-te um pedido:
Torna-me sábio, de tal forma, que consiga amar ao máximo e assim fazer valer minha humilde e singular existência.
Torna-me sensível à tua presença, para que quando chegares eu esteja pronto.
Ainda que me chamem de tolo ou até mesmo louco!
Não me importo!
Pois, na realidade, tolo é quem não busca por ti.
Louco é quem insiste em fugir de ti.
Pois não há felicidade verdadeira no mundo sem a companhia do amor."

(Higor Pontes)

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

É pra rir ou pra chorar?

 
Olá Galera Blogueira!
Há muito não passo por aqui e confesso que a saudade era grande, embora o tempo e as vezes a inspiração não tenham contribuido muito.
Mas depois de acompanhar a apuração das eleições, ficou praticamente impossível não ter algo sobre o que falar e esse post pode ser tomado como um protesto contra todos aqueles que confundiram o "voto de protesto" com o "voto burrice".
O Brasil é referência mundial em termos de processo eleitoral, devido à tecnologia das urnas eletrônicas e após essa eleição acredito que será referência de um povo que além de não ter memória, não tem senso crítico e capacidade de discernimento. 
Não vou citar nomes de candidatos, nessa altura dos acontecimentos isso não se faz necessário, pois todos já sabemos quem são, cada qual em sua realidade.
O Processo eleitoral não é a "Festa da Democracia", tem sido funeral da ESPERANÇA de melhorar nosso país! Quanto mais o tempo passa o interesse dos bons diminui, sufocando a esperança que talvez neste caso não seja a ultima a morrer! 
"Pior não fica!" Vamos ver quem vem depois do Tiririca!?
Vou fechar esse post com o trecho de uma musica do Gabriel o pensador: É pra rir ou pra chorar?
"O Brasil tem miséria mas tem muito dinheiro, na mão de meia dúzia, no banco suíço.
O rico sobe na vida feito estrangeiro, e o pobre só sobe no elevador de serviço.
E você aí fingindo que não tem nada com isso?

O Brasil tem um povo gigante por natureza que ainda não percebe o tamanho dessa grandeza.
Sempre solidário no azar ou na sorte, um povo generoso, criativo e risonho.
Poderoso, e tem um coração batendo forte que põe fé no futuro do mesmo jeito que eu ponho.
E vai ter que ser independência ou morte. Um por todos, e todos por um sonho.
É pra rir ou pra chorar?
É pra rir ou pra voltar?
Pra seguir ou pra parar?
Pra cair ou levantar?
É pra rir ou pra chorar?
Pra sair ou pra ficar?
Pra ouvi ou pra falar?
Pra dormir ou pra sonhar?
É pra ver ou pra mostrar?
Aplaudir ou protestar?
Construir ou derrubar?
Repetir ou transformar?
É pra rir ou pra chorar?
Pra se unir ou separar?
Agredir ou agradar?
Pra torcer ou pra jogar?
Pra fazer ou pra comprar?
Pra vender ou pra alugar?
Pra jogar pra perder ou pra ganhar?
Dividir ou endividar?
Dividir ou individualizar?
É pra rir ou pra chorar?!"

Caminhos Cruzados



"Quando um coração que está cansado de sofrer
Encontra um coração também cansado de sofrer
É tempo de se pensar
Que o amor pode, de repente, chegar
Quando existe alguém, que tem saudade de alguém
E esse outro alguém não entender
Deixe esse novo amor chegar
Mesmo que depois
Seja imprescindível chorar

Que tolo fui eu
Que, em vão, tentei raciocinar
Nas coisas do amor
Que ninguém pode explicar

Bem, nós dois vamos tentar
Só um novo amor pode a saudade apagar."
                                                                   (Zizi Possi)

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Onde está o seu tesouro?


Em quem ou no que temos confiado?
Ao que ou a quem temos dedicado nossa vida e o sentido de nossa existência?
O dia se vai, cada vez mais rápido, ou será que nós o aceleramos?
Quais são as nossas metas? E mais, onde estamos fundamentando nossas metas?
"Onde está o teu tesouro, aí está teu coração!"
Este versículo nos convida à reflexão nesses tempos de insana preocupação e correria!
Você tem se preocupado por si ou pelos outros?
Tem corrido, chorado, brigado por si ou pelos outros?
As coisas que fazemos devem ter sua primeira motivação dentro de nós mesmos, de alguma forma deve nos inquietar, por mais que nossas ações sejam em benefício de outras pessoas.
Às vezes empreendemos nossa vida em coisas que não tem sentido para nós além de fazer a vontade de outras pessoas. Nos doamos, vamos ao limite e no final não encontramos muito sentido naquilo que fizemos: Faculdade, trabalho, relacionamentos, entre outras coisas movidas ao bel-prazer de coisas para as quais nem temos nome!
Fazer as coisas de coração, implica dar-lhes significado particular, torná-las valiosas para si e para os outros!
Assim conseguimos encontrar sentido naquilo que fazemos, pois, enquanto homens cabe-nos realizar, ser o agente sobre as coisas e situações, e não o contrário: ser sujeitos-objetos daquilo que está ao nosso redor!

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Abismo...

"Bem daqui onde estou
já não dá pra voltar
Das alturas do amor
onde você chegar
Lá vou eu
E o que mais a fazer
a não ser me entregar
a não ser não temer
O abismo em seu olhar
ou é mar?

O seu olhar...

Não há precipícios
na vertigem do amor
Só descobre isso
quem se jogou


Não sou eu que me faço voar
o amor é que me voa

E atravessa o vazio entre nós
pra te dar a mão
Não sou eu que me faço voar
o alto é que me voa
O meu amor é um passo de fé
no abismo em seu olhar

Ah, ah, ah...
No seu olhar
Ah, ah, ah...
Me vejo andar no ar
lá no abismo lindo
no seu olhar
Ah, ah, ah...."

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Vai Caminhar...

"Sem forças pra recomeçar
Senti vontade de gritar:
Vem Senhor, vem me curar
E ao coração vem me falar.
Quero voltar a escutar
Sem medo, a ti vou me entregar
Pois eu sei, se contigo caminhar
Eu terei forças pra continuar.
Vai caminhar, na estrada eu vou te curar
A cada passo junto a mim
Verás que não chegou o fim

E nada vai poder te deter se começar a crer
Se gritar por compaixão
Os meus braços te sustentarão.
"

terça-feira, 20 de julho de 2010

AOS MEUS AMIGOS


"Abençoa Senhor meus amigos e minhas amigas, e dá-lhes a paz.
Aqueles a quem ajudei, que eu ajude ainda mais.
Aqueles a quem magoei, que eu não magoe mais.
Que saibamos deixar um no outro uma saudade que faz bem
Abençoa Senhor meus amigos e minhas amigas. Amém!"

Quem tem um amigo fiel tem um tesouro!
O ouro e prata não merecem ser comparados a este amigo!
Que Deus abençoe a vida de todos os meus amigos (as)!

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Cumprindo o Desafio

Meu amigo Fred me lançou o desafio, ei-lo realizado!

Me definindo em imagens!

Quem sou eu


O que me faz sorrir


O que me faz chorar


Minha cor


Hobby


Sonho


Melhor Lembrança


Esporte


Música


Filme


Pecado


Três lembranças da infância




O que sinto e desejo hoje


e agora pra completar, repassando o desafio para os seguintes blogs:


http://dialeticanostalgica.blogspot.com/
http://hixtheria.blogspot.com/
http://fragmentosnostalgicos.blogspot.com/

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Como eu Te vejo...

"Vivi a procurar meu céu em qualquer lugar, em qualquer canto onde eu pudesse me jogar.
Estrelas a brilhar, no meu caminho a iluminar.
Eu sei que sempre esteve a me esperar.

Eu sei que sempre foi meu DEUS, mas sei também que é meu melhor Amigo!
Eu sei que me perdi no tempo, mas sei que sou muito melhor Contigo!

Por mais que eu não veja, por mais que eu não saiba me entregar.
Tudo o que eu vejo me faz acreditar que há um brilho nos teus olhos que faz a chuva terminar."

(Rosa de Saron)

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Feliz

"Vem pra misturar juízo e carnaval
Vem trair a solidão
Vem pra separar o lado bom do mal
E acalmar meu coração
Vem pra me tirar o escuro e a sensação
De que o inferno é por aqui
Vem pra se arrumar na minha confusão
Vem querendo ser feliz "







terça-feira, 22 de junho de 2010

Não me Peçam Razões...

"Não me peçam razões, que não as tenho,
Ou darei quantas queiram: bem sabemos
Que razões são palavras, todas nascem
Da mansa hipocrisia que aprendemos.

Não me peçam razões por que se entenda
A força de maré que me enche o peito,
Este estar mal no mundo e nesta lei:
Não fiz a lei e o mundo não aceito.

Não me peçam razões, ou que as desculpe,
Deste modo de amar e destruir:
Quando a noite é de mais é que amanhece
A cor de primavera que há-de vir."

José Saramago

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Como uma onda...

Nada do que foi será denovo do jeito que já foi um dia.
Tudo passa, tudo sempre passará.
A vida vem em ondas como o mar, num "indo e vindo" infinito.

Tudo o que se vê não é igual o que a gente viu há um segundo.
Tudo muda o tempo todo no mundo.
Não adianta fugir, nem mentir pra si mesmo agora
há tanta vida lá fora
aqui dentro sempre...
como uma onda no mar.

sábado, 5 de junho de 2010

Vivendo e aprendendo...

"... Errar é aprender! Viver é deixar viver!"
A vida reserva certas lições àqueles que estão dispostos a  vivê-la com sinceridade e abertura de coração, é o único jeito de fazer valer a nossa existência. A efemeridade da vida nos leva a algumas decisões e estas por sua vez nos conduzem por algum caminho.
Será que estes caminhos são os melhores? De fato, eles nos conduzirão à felicidade?
São indagações que sempre estão presentes em nossa mente e que na maioria das vezes não temos a resposta, ou sequer, uma resposta convincente para nos acalmar o coração.
Uma coisa eu tenho aprendido, não há tempo para brincar de viver, brincar de escolher. A vida não é um pique, tampouco um jogo. As pessoas não são peças em nossas mãos, nós tambem nao o somos. Quem passa a vida jogando com as pessoas e situações está apostando a própria vida num arriscado jogo de azar, com grandes chances de sair com um resultado negativo.
Faça valer sua existência!
Viva de coração aberto, acreditando que a vida sempre nos reserva, no mínimo, duas possibilidades!
Exerça sua liberdade de maneira positiva, seja feliz e faça feliz! As pessoas são um auxilio importantíssimo neste caminho e não um joguete em nossas mãos.

terça-feira, 1 de junho de 2010

O Amor é cego?

Há quem diga que o amor é cego, pelo contrário, o amor enxerga muito bem!


Em minha opinião, cego é quem não ama e nunca experimentou o amor. O amor é uma lente que permite ver detalhes, é o que nos permite enxergar além das aparências.

É tão óbvio que chega a passar despercebido aos nossos olhos. Diante de tantas coisas que nos são apresentadas, tantos amores fajutos, nossa percepção é contaminada e deturpada.

O homem é essencialmente amor, foi-nos conferido no ato da criação esta característica que é um atributo do próprio criador. O amor reafirma nossa condição de Imagem e semelhança de Deus!

Disse Santo Agostinho: “Ama e faze o que queres”. Por mais ambígua que esta frase pareça, ela vem nos mostrar outra possibilidade do amor: a possibilidade de se eternizar! Uma vez que imprimimos amor em tudo que fazemos, até mesmo nos mínimos detalhes, nos eternizamos. O amor é atemporal, por isso é capaz de eternizar.

Hayslan é um exemplo do amor perpetuado! Fazem 5 cinco meses que falecera vitima de um acidente, mas ainda parece presente. Lembro-me do abraço e o olhar que transmitiam tanta paz, da última conversa que não pode acontecer, a última vez que o vi com vida, seu sorriso e a alegria de quem era um amante da vida e que buscava viver este amor intensamente. Lembro-me também de seu velório, o cortejo até o cemitério e a sepultura. A saudade do abraço e do sorriso é natural, pois sempre nos acostumamos a ter e nunca cogitamos a possibilidade de perder, mas a saudade não é maior do que o amor partilhado em vida e que ultrapassa os limites da vida e da morte!

Hoje me sinto mais responsável por mim e por todos aqueles com os quais convivo, pois, por mais que todos busquem, ninguém é obrigado a descobrir a verdades e motivações contidas em seu “Eu”, mas uma vez trilhado esse caminho não há como voltar! Peço a Deus o discernimento, coragem e perseverança para continuar trilhando este caminho de descoberta e que seja frutuoso para mim e para todos aqueles pelos quais sou responsável. Que esta experiência de amor se estenda e se eternize!

quinta-feira, 20 de maio de 2010



"...Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer:

- E daí? Eu adoro voar!
Não me dêem fórmulas certas, por que eu não espero acertar sempre.
Não me mostrem o que esperam de mim, por que vou seguir meu coração.
Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, por que sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade.
Não sei viver de mentira.
Não sei voar de pés no chão..." (Clarice Lispector)

Voar... desprender-se de toda segurança que a terra firme nos oferece, estar desprovido de segurança e limites.
Existimos num horizonte amplo e repleto de possibilidades e por muitas vezes nos prendemos ao chão. Para voar é necessário ter coragem para experimentar a novidade com todas as suas consequencias, resistência para superar as quedas e o ânimo renovado para alçar novos voos!

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Considerações...



E assim segue nossa existência: um ciclo de idas e vindas, altos e baixos modulados por nossas escolhas e vontades!

Existir ultrapassa os limites da nossa "vã filosofia", do nosso "achismo", vai além de simplesmente viver ou deixar a vida levar, mais além de buscar uma tal completude inatingível, pois o ser-em-si tem ânsia de infinito e deve buscar, no diálogo com a vida, aquilo que se faz necessidade atual.
Não podemos nos contentar em simplesmente viver, ao contrario, devemos buscar a autencidade de nosso existir!

Para complementar, segue um trecho do livro: As Sandálias do Pescador (Morris West)

"É tão difícil ser um ser humano completo que há muito poucos que tenham o conhecimento, ou a coragem, para pagar o preço... para isso é preciso abandonar inteiramente toda a procura da segurança e correr o risco de agarrar a vida com os dois braços. tem de se abraçar o mundo como a uma amante, sem lhe exigirmos a reciprocidade do amor. Tem de se aceitar a dor como uma condição da existência. Tem de
se mergulhar na dúvida e na escuridão, pois é esse o preço do conhecimento. É preciso dispor de uma teimosa força de vontade na luta, mas sempre apta à total aceitação de todas as consequências da vida e da morte."

quarta-feira, 14 de abril de 2010

De Fé

"Sempre que eu preciso me desconectar todos os caminhos levam ao mesmo lugar.
É o meu esconderijo, meu altar, quando todo mundo quer me crucificar, quando o tempo fecha e o céu quer desabar.
Perto do limite difícil de aguentar, eu volto pra casa e TE peço pra ficar, em silêncio só ficar.

Eu tenho muitos amigos,
tenho discos e livros, mas quando eu mais preciso: Eu só tenho VOCÊ!
Eu tenho sorte e juízo,
cartão de crédito e um imenso disco rígido, mas quando eu mais preciso: Eu só tenho VOCÊ!

Eu tenho a consciência em paz.
Eu tenho mais do que eu preciso.
Mas, se eu preciso de paz, eu só tenho VOCÊ!
Tenho mais dúvidas do que certezas.
Hoje, com certeza, eu só tenho VOCÊ!" (Música: De Fé - Engenheiros do Hawai)


"Dá me Tua graça, para que eu possa prosseguir e a Tua força para que não possa desistir."

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Perfeição

"Vamos celebrar a aberração
De toda a nossa falta
De bom senso
Nosso descaso por educação
Vamos celebrar o horror
De tudo isto
Com festa, velório e caixão
Tá tudo morto e enterrado agora
Já que também podemos celebrar
A estupidez de quem cantou
Essa canção...

Venha!
Meu coração está com pressa
Quando a esperança está dispersa
Só a verdade me liberta
Chega de maldade e ilusão

Venha!
O amor tem sempre a porta aberta
E vem chegando a primavera
Nosso futuro recomeça
Venha!
Que o que vem é Perfeição!"

sexta-feira, 26 de março de 2010

Superação...

"... Superar! Se tão fraco estou posso acreditar que nenhuma prova é maior.
Devo suportar! Minha Fé dobrar! É o que vou dizer ao meu coração..." 

A angústia de não conseguir nomear o que sente comprime o coração que tem ânsia de infinito, que mesmo diante de toda incerteza que cerca sua existência busca toda força necessária para superar e crescer!
E embora nem tudo aconteça como planejamos, nada pode nos fazer esquecer de nossa capacidade de superar e evoluir, cabe-nos escolher.

"...Nem sempre a fraqueza que se sente, quer dizer que a gente não é forte..."

terça-feira, 23 de março de 2010

Estímulo e Resposta

Nossos sentidos são limitados para captar e responder aos diversos estímulos que nos querem tocar e acabamos por nos acostumar à trivialidade do sentir, e daí basta-nos o que vemos, tocamos, cheiramos, ouvimos ou degustamos; estímulos primários acompanhados de respostas mecânicas!

Enquanto insistimos em delimitar e nomear nossos sentimentos, vamos deixando de lado a mais singela e sublime expressão do sentir, que está relacionada com o inesperado, que a todo tempo nos visita com olhares, sorrisos, toques e nas mais leves nuances das vozes.

Sentir não é uma mera relação de estímulo e resposta, é deixar-se encontrar, tocar, envolver!

Por isso algumas pessoas mexem conosco, de tal forma que às vezes não sabemos como explicar. Sentir às vezes não tem explicação e isso nos incomoda demais, inclusive acredito que é o que de fato nos incomoda, pois não basta-nos sentir, temos que ter a justificativa plausível para aquilo que sentimos.

Na tola prepotência do domínio deixamos de viver a pureza do que nos torna vívidos, daquilo que realmente importa e que passamos a vida inteira a procurar nos grandes acontecimentos, mas encontram-se nos pequenos gestos.

A sensibilidade não é prática, é opção!

sexta-feira, 19 de março de 2010

Eu ainda acredito...

"Eu ainda acredito
Num futuro mais bonito,
Que o novo é bem-vindo
E o amor é infinito.

Eu ainda acredito
Que nem tudo está perdido,
Que o sorriso é sagrado
E aqui é o paraíso
E que tudo estava errado
Sobre o dia do juízo.

Eu ainda acredito
No carinho invés do grito,
Na doçura dos meninos
Que no fundo todos somos.

Eu ainda acredito
Nos heróis adormecidos,
Nessa força que revolta
E nos faz ficar erguidos
Cada vez que nos sentimos
Derrotados e punidos.

Eu ainda acredito
Que depois da tempestade
Vem sempre a calmaria
E consigo a liberdade.

Eu ainda acredito
Em objetos luminosos,
Que há vida no universo,
Outras luas, outros povos,
Eu ainda acredito.

Eu ainda acredito
Nas florestas e nos índios,
Na bravura das leoas,
Na alegria dos golfinhos.

Eu ainda acredito
No galope do unicórnio,
Acredito em gnomos
E no vôo dos tucanos
E no canto das baleias
Alegrando os oceanos.

Eu ainda acredito
Na justiça lá de cima,
Na verdade e na vida
Como o som de uma rima.
E em tudo que é belo
E em tudo que é nobre
Como as cores do arco-íris
Quando a chuva se descobre
E agradece iluminada
Pelo sol de ouro e cobre.

Sei, talvez eu seja visto
Como ingênuo ou demagogo,
Inocente ou pervertido.
Um hipócrita, um louco.
No entanto eu insisto
Nesta chama que consome,
Eu ainda acredito
Porque sofro com a fome,
Porque ainda sou um homem."

sábado, 13 de março de 2010

Oração de Coração

Hoje meu coração eleva a Deus a prece mais sincera que poderia fazer:
"Eu vivo buscando em alguem
Alguma coisa que eu sei
Que só existe em VOCÊ

Eu quero a metade de mim que é VOCÊ
O riso que irradia o mundo
E que me faz viver
Eu não aguento mais essa saudade
E essa solidão que me invade
me faz ver

Tudo que eu quero é VOCÊ de volta
To te esperando vem bater na minha porta
Eu amo você, eu só sei te querer
Minha vida tem sentido se tiver VOCÊ!"



Na certeza de que olhas o meu coração e sua sinceridade, o entrego a Ti assim como ele está!

segunda-feira, 1 de março de 2010

Confiança...

Acreditar nos outros é uma virtude necessária, mas acreditar em si (primeiramente) é imprescindível para que não nos frustremos com tudo aquilo de ruim que os outros nos fazem. Acreditar em si não é mostrar-se imbatível e inabalável, mas é trazer em si a certeza de que sempre você vai conseguir superar os obstáculos.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Somos quem podemos ser...



Nossa vida em sua efemeridade e inconstância nos proporciona diversos momentos, alguns bons e outros nem tanto. Decepções, alegrias, conquistas, derrotas, sonhos, frustrações, planos e uma infinidade de coisas compõem o que chamamos de "EU".
A beleza da vida é a diversiade do "EU" de cada um, do contraste gera a harmonia. Pois, a partir do momento que nos vemos como seres ÚNICOS no mundo, percebemos que a felicidade que tanto perseguimos não é inalcançavel, ao contrário, ela sempre esteve dentro de nós.
Se esconder do mundo e desse contraste é andar na contramão da felicidade.
Sim! Nós temos a capacidade de melhorar, de crescer e alcançar a felicidade!
Somos essencialmente capazes!!!
Basta que aprendamos a olhar positivamente para as coisas e principalmente para as pessoas.
Confiar no próximo é sinal de auto-confiança!

Beijo pra quem é de Beijo!
Abraço pra quem é de Abraço!
E tenho dito!

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

"É a verdade o que assombra

O descaso que condena,
A estupidez o que destrói
Eu vejo tudo que se foi
E o que não existe mais...

... Não me entrego sem lutar

Tenho ainda coração
Não aprendi a me render
Que caia o inimigo então."

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Conversa entre amigos

"- vou te falar...

por mais que as coisas pareçam meio desencontradas e estranhas...
eu não me dou o direito de falar que estou indo mal...
como se nao me permitisse tomar certas atitudes...
- sei koé
- posso adiar... mas nao consigo jogar a toalha!

as vezes opto por estratégias furadas...
mas não deixo te-las... por mais que no fim perceba que são furadas!
onde isso vai dar, eu nao sei!
só sei que ainda tenho tempo!"


Os amigos de verdade nos levam às epifanias...

Beijo pra quem é de Beijo!
Abraço pra quem é de Abraço!